Home/ Editorias/ Nossos Direitos/ JUSTIA DO TRABALHO FECHA O ANO DE 2016 COM RECORDE DE AES 5 artigo

JUSTIÇA DO TRABALHO FECHA O ANO DE 2016 COM RECORDE DE AÇÕES

Pra Cego Ver Dr Paparotti veste camisa azul e gravata com listas grossas vermelho e azul. O colunista  branco, cabelos castanhos claros e curtos e usa cavanhaquePublicado: 30-01-17
Colunista: Dr. Paparotti, especializado em Direito Ambiental, foi presidente da Comissão de Direito Trabalhista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), subseção de Santo Amaro e ministra o curso preparatrio para o Exame da Ordem, no complexo Damsio de Jesus. Alm de ser professor de Direito Ambiental. 
Foto: Edi Sousa e Nalva Lima Studio Artes.
 
O Estado de São Paulo publicou em seu jornal que a Justiça do Trabalho fechou o ano de 2016 com mais de 03 milhões de ações distribudas em todo o Brasil, nmero que superou o ano de 2015, quando a Justiça recebeu 2,66 milhões de ações. O Tribunal Superior do Trabalho, rgão mximo do pas responsvel pelos processos trabalhistas, estima que em 2017 a quantidade de ações continue subindo. 
Desde 2015 o aumento o maior registrado em 20 anos e para complicar o Ministrio do Planejamento diminuiu em 90% os investimentos para os Tribunais de todo o pas e ainda cortou 29,4% do custeio no orçamento de 2016 para a Justiça do Trabalho, o que tem dificultado a tramitação dos processos. 
Especialistas dizem que o aumento se d em razão da forte crise econômica que assola o pas, bem como em decorrência da inadimplência por parte dos empresrios das verbas bsicas devidas ao trabalhador, tais como aviso prvio, frias, multa do FGTS, dentre outras, pagas no ato da rescisão. 
Alm desses fatores, outro preponderante, tange ao fato de que em razão do alto desemprego, os trabalhadores dispensados estão buscando a Justiça do Trabalho mais rapidamente, ou seja, a mdia era de 01 ano para propositura da ação aps o rompimento do contrato, hoje não ultrapassa os 03 meses. 
Outro ponto levantando pela reportagem tange ao “assdio de escritrios de advocacia para que o trabalhador recorra Justiça”. Hoje a campeã de ações a Volkswagen, com cerca de 30 mil processos, seguidos pelos maiores Bancos do pas, que juntos somam 130 mil processos. 
Por fim, o aumento do desemprego consequentemente traz um aumento significativo na informalidade, o que tambm causa efeitos no Judicirio. 
Talvez pensando nisso, o Governo Federal atravs do projeto de lei 6787/2016, anunciou a minirreforma trabalhista, a qual tramita na Câmara desde dezembro. O projeto traz como principais mudanças alterações na regra dos contratos temporrios e busca priorizar o negociado sobre o legislado. Ainda em suas alterações permitir o parcelamento de frias e o aumento da jornada de trabalho para at 12 horas por dia. 
Com a minirreforma trabalhista todos esperam uma redução no nmero de ações no pas alinhado a possibilidade de crescimento a partir do 2o semestre do ano e retomada da força de trabalho. 
 
Outras informações: www.paparottiadvocacia.com.br 
Tel/Fax: (11) 4564-2242