Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Para ser assessor necessrio saber ouvir 18

Para ser assessor necessrio saber ouvir

6Regina Ramalho67
 
Para a gestora de comunicação estratgica Regina Ramalho: “Quem deseja atuar como assessor tem que estar disposto a ouvir todas as pessoas envolvidas no processo que se pretende comunicar”. 
 
Publicado: 28/0815
Foto: Edi Sousa e Nalva Lima Studio Artes
Colunista: Regina Ramalho, jornalista, jurista, cerimonialista e gestora especializada em comunicação estratgica e construção de imagens.
 
 
Quem deseja atuar como assessor tem que estar disposto a ouvir todas as pessoas envolvidas no processo que se pretende comunicar.
Ouvir quem faz a limpeza, quem atende ao pblico, quem responde pela administração, quem est sendo beneficiado ou não com a ação. 
Ouvir não quer dizer que o assessor vai sair por a com um monte de chefes, fazendo tudo o que os outros dizem. Mas ouvir fundamental para entender a ação que se pretende comunicar e de que maneira ela pode contribuir para o trabalho de todos.
Uma das grandes falhas de quem contratado para fazer assessoria de comunicação não parar para ouvir todas as pessoas envolvidas no processo, dando atenção apenas para quem est no comando. 
 
claro que quem comanda provavelmente dar a palavra final. Mas cabe a quem assessora entender de que maneira o que se pretende comunicar vai atingir ou ser recebido por todas as "pessoas" envolvidas no processo. 
 
O trabalho de ouvir as pessoas e conhecer os processos, por mais que contemos hoje com uma srie de recursos tecnolgicos para nos auxiliar na comunicação, por  exemplo: e-mails, redes sociais, skype, telefone, etc....
 
Requer que levantemos da cadeira e visitemos os departamentos e as filiais e os parceiros das organizações. 
 
Para manter a comunicação alinhada das 21 unidades do Centro Apoio ao Trabalho e tambm das 31 agências do Banco São Paulo, durante oito anos, foi necessrio sempre que possvel visitar pessoalmente as sedes. 
 
Quando não era possvel, buscava chegar no mnimo, uma ou duas horas antes ou permanecer no local um pouco mais, sempre que tinha agenda de atendimento a imprensa, para conhecer e conversar com as pessoas, tirar dvidas ou conhecer as necessidades e diferenças de cada posto. 
 
Outra experiência bem sucedida, foi a realização de alguns encontros com vrios grupos nas unidades, para ao invs de treinar (que a tcnica, mais usada por assessores) poder explicar o trabalho que estvamos fazendo, quais os resultados que desejvamos alcançar e de que maneira eles poderiam contribuir para o  sucesso de todos.
 
 A parte mais importante destes encontros o feedback, sempre muito rico em sugestões e informações do tipo: "Todos os dias, dia de procurar emprego”. O trabalhador que vem somente as segundas enfrenta mais tempo de espera e concorrência, sendo que na verdade todos os dias entram novas vagas de emprego, mas eles não sabem disso.
 
O feedback contribuiu para a divulgação de uma srie de pautas educativas orientando os  trabalhadores a comparecerem nos outros dias da semana. Como resultado, o atendimento as segundas foi desafogado e o trabalhador que passou a comparecer em outros dias, aumentou as chances e ainda com mais conforto conquistar oportunidades. 
 
O assunto virou pauta em diversos veculos e todos ganharam com a quebra de paradigmas. 
Outra informação importante levantada nos encontros: “As melhores vagas sazonais são preenchidas uns três meses antes”.  Passamos a divulgar antes. 
As soluções e sugestões dariam um livro, então vamos ficar com essas para fechar nossa conversa de hoje. 
 
Por isso se pretende fazer uma assessoria bem feita ouça todos indistintamente, de as pessoas a mesma atenção que deseja ter. 
O seu chefe ou coordenador necessita mais de propostas e resultados,  do que sorrisos e abano de cabeça.
 
At a prxima coluna!
 
Outras informações:
www.anigercomunicacao.com.br
 
11- 4328-9551