Home/ Editorias/ Diversidade/ Deficincia no contratar! 1

Deficiência não contratar!

Descrição de Imagem: Mara Gabrilli, esta sorrindo na foto e usa um vestido colado ao corpo, com estampa florida, com seus cabelos soltos. Fim da descrição de imagem.Estreia est semana na editoria de diversidade, a coluna mensal da publicitria e psicloga Mara Gabrilli. Todos os meses Mara vai trazer artigos que falam sobre a capacidade produtiva das pessoas com deficiência, mudanças nas leis com relação geração de trabalho e renda, cultura inclusiva e tecnologia assistiva.
 
Publicado: 27-04-15
Foto:Edi Sousa e Nalva Lima Studio Artes
Colunista:Mara Gabrilli publicitria, psicloga, deputada federal pelo PSDB, fundou em 1997, o Instituto Mara Gabrilli, OSCIP que apoia atletas com deficiência, promove o Desenho Universal, fomenta pesquisas cientficas e projetos culturais. 
 
  
Você sabia que no Brasil ainda são poucos os cidadãos com deficiência que fazem parte do mercado de trabalho formal? Para se ter uma ideia, no ltimo Censo do IBGE, quase 20 milhões de brasileiros com deficiência declararam possuir alguma ocupação. No entanto, somente 330 mil estão trabalhando com carteira assinada.
 
Para tirar esse imenso contingente da informalidade, a Lei Brasileira da Inclusão, projeto do qual sou relatora, propõe a criação do Auxlio Inclusão, um benefcio que ser concedido pessoa com deficiência que ingressar no mercado de trabalho.
 
A ideia mudar a forma assistencialista com que o Governo trata esse cidadão hoje. Ao invs de ficar em casa, recebendo benefcios de subsistência do Estado, a pessoa com deficiência ter direito a um suporte financeiro para se tornar ativa na sociedade. Com isso, passar de beneficiada para contribuinte, como todo trabalhador.
 
Na prtica funciona assim: ao ingressar no mercado de trabalho, a pessoa com deficiência deixar de receber o benefcio do Governo e passar a ganhar o Auxlio Inclusão, que servir como um estmulo para que ele se mantenha ativo no mercado e tambm arque – sem prejuzos - com os custos da sua deficiência, como transporte adaptado, rteses, prteses, tecnologias assistivas...
 
As vantagens são inmeras, inclusive para a Previdência do pas, que deixar de apenas pagar benefcios integrais para milhões de pessoas e passar a receber a contribuição desses trabalhadores.
 
O trabalho sem dvidas uma das principais ferramentas de integração social de qualquer ser humano. Alm de garantir poder de consumo, dignidade e bem-estar, o que nos permite sonhar. Sem falar que movimenta a economia do pas.
 
Para mim, a felicidade est ligada a minha capacidade de produzir. E neste sentido, o trabalho um dos maiores combustveis para me manter autônoma e realizada. Em breve esperamos que outros tantos brasileiros com deficiência sintam-se assim. 
 
Outras informações: 
 
 http://maragabrilli.com.br/
www.facebook.com/maragabrilli