Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Inovar sem medo de ser feliz 18

Inovar sem medo de ser feliz

Na coluna do professor Wanderley Jr desta semana um convite inovação e a ousadia. O professor por intermdio de um case demonstra que esses são dois fatores fundamentais para o sucesso de qualquer negcio. 
 
Wanderley 2016Publicado-30/04/14
Colunista-Wanderley Rodrigues Junior
Foto- Edi Sousa
 
Você j deve ter percebido que, nos atuais dias, “empreendedorismo” e “inovação” são palavras que caminham juntas. A sntese da primeira , sem dvida, colocar em prtica a busca da realização de um sonho. J para esta ltima a coragem determinante dessa ação.
Não basta apenas o surgimento da ideia, desenh-la, arquitet-la, se for para continuar no papel. Coloque-a em prtica!
“Mas o que os outros vão achar disso?” Espere a! A realização sua ou dos outros? A ideia sua ou dos outros? Lembre-se: apenas você pode determinar o seu futuro.
 
Comece a traçar hoje o seu destino e colha os frutos da transformação!
Se dar certo ou não, lgico que a responsabilidade ser integralmente sua. Por isso mesmo preciso força e coragem para se dar o primeiro passo.
Inovar ousar. acreditar!
 
Quem tem o esprito empreendedor acredita em seu potencial e em sua força, sua determinação.
Durante uma de minhas palestras, uma garota me contou que estava desempregada e não conseguia de jeito nenhum uma recolocação no mercado de trabalho. No entanto ela sabia fazer brigadeiros e trufas que, segundo ela, eram maravilhosas. 
 
J havia passado pela cabeça dela fazer alguns docinhos, colocar em uma cesta bem bonita e enfeitada e andar pela vizinhança oferecendo as iguarias.  Mas o receio de não comprarem ou dos vizinhos a olharem de um outro jeito (at hoje eu não entendi o que ela quis dizer com isto!), ela acabou desistindo. 
 
Para a grande surpresa dela, outro dia, durante a sua vez na manicure vizinha, adentra ao salão uma senhora com uma cesta simples, cheia de doces, trufas, bolos e pudins. E para finalizar a sua surpresa e sua sensação de frustração, aquela mulher saiu com o seu pequeno balaio quase vazio de l. A mulherada avançou como formigas famintas pelos doces.
 
Quantas vezes durante uma reunião ou em uma aula, você at quis falar, expor-se, mas se conteve, evitou levantar a mão e, praticamente, logo em seguida, algum o faz e pronuncia exatamente aquilo que você intencionara falar ou perguntar?
Portanto, inove: coloque a sua ideia em ação sem medo de ser feliz e continue valorizando-se a cada dia... porque a vida feita de oportunidades!