Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Sinalize! (II) 27

Sinalize! (II)

A carência de uma comunicação precisa e eficaz, fez com que o professor Wanderley Jr, aprofunda-se o assunto est semana em sua coluna. Regulamentos de promoção, ouvir a opinião de clientes e colaboradores, tudo isso e mais outros pontos nesta edição (confira). 
 
 
Wanderley 2016Publicado- 22/07/14
Colunista- Wanderley Rodrigues Junior
Foto- Edi Sousa 
 
Semana passada conversamos aqui sobre a importância do bom uso de sinalizações em seu empreendimento e suas consequências. Peço licença ao estimado leitor para que possamos estender o assunto por mais estas linhas de hoje.
 
A minha preocupação em continuar dentro do assunto abordar agora o contedo da sinalização, pois não adianta de nada cartazes, luminosos panfletos ou qualquer outro artifcio se o contedo escrito estiver mal desenvolvido.
 
Uma vez vista a necessidade de sinalizar, importante envolver os colaboradores no processo, pois estar neles o primeiro contato surtido pelo efeito do exposto. E, principalmente, colha opiniões sobre o contedo a ser produzido. Lembre-se de que um empreendimento não constitudo a partir de uma nica pessoa, h de se ter o envolvimento e a participação de todos sempre que possvel. E neste processo criativo “duas cabeças pensam melhor que uma”.
 
Lembre-se tambm de que uma ideia, uma frase, um “slogan” criados não são para fazer efeito apenas em você, mas em quem adentrar em seu empreendimento e por isso a necessidade de se ter mais opiniões. Ouça, com atenção e humildade, a avaliação, as opiniões e sugestões que partem de um outro ponto de vista, muitas vezes que nem havia se passado pela sua cabeça, afinal “o olhar do vizinho sempre mais crtico”.
 
Agora hora do acabamento: o texto final. Depois de pronto tambm leve apreciação, pois algum pode notar algo que possa ter passado batido.
Para que tudo isso? Pelo simples fato de se evitar complicações, atritos com os clientes. Vejam s o que uma simples interpretação de texto pode acarretar, mesmo partindo de um texto curtssimo. Uma grande rede de cinemas de São Paulo resolveu fazer uma promoção durante o perodo da Copa, estrategicamente para que não se reduzisse o seu pblico em dias de jogos: “Durante o Mundial apresente este cupom na bilheteria e, na compra de um ingresso, leve outro grtis. Promoção vlida em toda a rede de 12/6/2014 a 13/7/2014, exceto Salas Prime.”
O que se entende? Compro um, ganho outro. Simples assim. Não h qualquer outro enunciado sobre restrições, exceções, nem mesmo as famosas letras midas. Mas não era bem assim.
 
Perante o caixa, comprei o ingresso de meia-entrada do qual tenho direito e mostrei o cupom para que se validasse a promoção. S neste momento que este cliente aqui fica sabendo que h restrições. Como assim por exemplo?!
 
Nem adiantou argumentar com o gerente de plantão que mais parecia ter engolido um reprodutor da mensagem “est no regulamento que est site”. Que regulamento esse se nada estava especificado no cupom? Lembre-se de que se o seu cliente chegou at você foi para sair do seu empreendimento satisfeito. Não tente empurrar a culpa de um erro para quem não tem responsabilidade sobre aquilo que est acontecendo. 
 
Como o cliente poderia prever, saber que deveria ter consultado o site e o tal regulamento se não h esta informação sinalizada? Se havia exceções, e havia espaço no cupom, deveriam ter colocado o famoso asterisco com o alerta “consulte o regulamento em nosso site”. Mas nada! Alis, ao chegar em casa fui direto no site e estou at agora procurando em qual pgina est o tal regulamento!
 
Segundo o Cdigo de Defesa do Consumidor, propaganda enganosa falta gravssima e pode gerar uma dor de cabeça ao empreendimento de forma desnecessria, como a que eu providenciei: um processo bsico junto ao PROCON.
 
Recuso-me a acreditar que uma falta tão grave gerada por um detalhe tão pequeno não tenha sido notada por ningum da equipe de criação a fim de evit-la. Ser que o cupom, antes de sair para a grfica, foi compartilhado? Ser que ningum pôde notar que faltava algo? Ser que ningum se colocou no lugar do cliente e se imaginou indo bilheteria?
 
Resumo: qualquer que seja a promoção, sinalização, convite, impressos para distribuição, tudo o que comprometa o empreendimento e sua equipe, leve discussão de todos, colha ideias e opiniões. Um modo prtico e sem custo para trazer a satisfação e o respeito ao cliente.