Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Todos por um 91

Todos por um

 
10567443_686129421464172_1031875467_n
 
Publicado: 23-02-16
Colunista: Wanderley Rodrigues Junior, bacharel em Letras, tradutor e intrprete, coordenou a Academia de Microfinanças do Banco São Paulo Confia, realizou cerca de 27 mil capacitações em empreendedorismo, microfinanças e marketing pessoal. Atualmente ministra palestras sobre empreendedorismo, marketing Pessoal e lngua portuguesa para concursos pblicos.
Foto: Edi Souza e Nalva Lima
 
 
O empreendedor não precisa ser exatamente um mosqueteiro, mas que ele tenha conhecimento de como os quatro espadachins da fantstica literatura mundial enfrentavam e ganhavam as batalhas de seus inimigos, imbudos sempre pelo conhecido “um por todos e todos por um”.
 
O senso de trabalho em grupo foi grandemente personificado atravs dos personagens do escritor Alexandre Dumas, os quais demonstravam, acima de tudo, o ideal do empreendedorismo: fazer o leitor acreditar em si mesmo, na sua força interior e, com senso de justiça, dentro dos preceitos da honestidade e da motivação, que os sonhos podem ser alcançados. E, principalmente, se for em grupo.
 
Uma conscientização da importância de que, em um trabalho em grupo, cada componente tem a sua responsabilidade agregada aos demais cujos resultados advêm com brevidade e sucesso. 
 
“Um por todos” remete-nos ideia de que, mesmo dentro de um espaço onde convivem mais pessoas, deve-se haver o respeito individualidade, s opiniões individuais que acabam se compartilhando e se somando.
 
J o “todos por um” um convite cumplicidade, entrega de cada um a um nico propsito onde todos têm consciência de que sairão ganhando e que s conseguirão 100% de um resultado favorvel se estiverem unidos em um mesmo caminho e em uma mesma direção. Talvez o sacrifcio de todos se faça necessrio por aquele que agoniza atolado em menos conhecimento, mas com alguma habilidade que compense o outro tambm dentro do grupo.
 
A vida empreendedora uma contnua luta pelo sucesso e pela plenitude da realização dos sonhos, cujas origem e essência podem ser  indvidualizadas, mas a procura por parcerias e acreditar no potencial de colaboradores, deixando com que as ações se tornem cada vez mais democrticas e integrativas, farão com que o trabalho em grupo, sempre de forma organizada e disciplinada, tome rumos mais produtivos e eficazes dentro de um mundo corporativo repleto de concorrências e desafios.
A França de Dumas aqui e agora!