Home/ Editorias/ Sindical/ ENEC "6 Encontro Estadual de Cipeiros da Construo Civil"

ENEC “6 Encontro Estadual de Cipeiros da Construção Civil”

Descrição de imagem: Sindicato dos Trabalhadores da Indstria da Construção Civil de São Paulo, realizam o “6 Encontro Estadual de Cipeiros da Construção Civil”, todos os participantes estão sentados e vestem blusa branca. Fim da descrição de imagem
 
O Sindicato dos Trabalhadores da Indstria da Construção Civil de São Paulo em parceria com a revista “Proteção” e o apoio do Sindicato dos Tcnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo (Sintesp), realizaram nesta quarta-feira, dia 05, o “6 Encontro Estadual de Cipeiros da Construção Civil”.
 
 
Publicado: 05/08/15
Texto: Regina Ramalho 
Foto: Edi Sousa Studio Artes.
 
 
Antes de começar o encontro o professor, Tcnico de Segurança no Trabalho e palestrante, Jos Antônio da Silva, conversou com nossa equipe de jornalismo e explicou o tema e os objetivos do encontro. “O tema deste ano : Prevenção: Compromisso com a Vida. O encontro pretende auxiliar os cipeiros a refletirem sobre sua atuação e conscientizar sobre a importância de estar cada vez mais prximo das pessoas para poder evitar os riscos para segurança e sade do trabalhador”, explica. 
 Descrição de imagem: O palestrante Jos Antônio da Silva, usa oclos, esta vestindo um blusa social branca com uma gravata listrada, esta explicando o objetivo do evento. Fim da descrição de imagem
O professor atua em prevenção desde 1969, e a equipe de jornalismo pergunta o que mudou desde o incio da atuação na CIPA. “Divido em três fases: na primeira dcada de 40 onde os trabalhadores possuam funções, na dcada de 60 os trabalhadores passam a compartilhar suas funções e na dcada de 80 os trabalhadores passam a acumular funções. Nesta dcada em especial os acidentes de trabalho aumentam”, diz Silva.
 
Durante a abertura dos trabalhos, Alexandre Eggler Gusmão, Diretor da Expo Proteção ressalta: 
 Descrição de imagem: Alexandre Eggler, Diretor da Expo Proteção, usa um terno azul escuto e uma blusa social azul e gravata listrada, esta em pose para foto com um microfone na mão, ressaltando pontos importantes do vento. Fim da descrição de imagem
“Não podemos permitir que trabalhadores continuem sendo mutilados e mortos”, diz Gusmão. 
 
Armando Henrique presidente da Federação Nacional dos Tcnicos de Segurança do Trabalho, alerta:
 Descrição de imagem: Armando Henrique presidente da Federação Nacional dos Tcnicos de Segurança do Trabalho, usa um terno preto e uma blusa social listrada, esta com o microfone na mão e ressalta pontos importantes do evento. Fim da descrição de imagem
“Temos que estar atentos a qualidade e procedência dos matrias de proteção ao trabalhador, por isso a importância da feira para conhecer e pesquisar a qualidade dos produtos”, orienta Henrique. 
 
O presidente do Sindicato dos Tcnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo (Sintesp), Marcos Antônio A. Ribeiro (Marquinhos), explica e convida:
 Descrição de imagem: O presidente Sindicato dos Tcnicos de Segurança do Trabalho Marcos Antônio Ribeiro, usa um terno marrom e blusa social bege, esta com o microfone na mão, falando sobre a prevenção dos acidentes de trabalho. Fim da descrição de imagem
“ necessrio que em encontros como esse estejam presentes outros profissionais que integram o SESMT, tais como enfermeiros, mdicos e engenheiros, profissionais que junto com os tcnicos e cipeiros tem o dever de trabalhar juntos para evitar acidentes e salvar vidas”, explica Marquinhos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Para o deputado estadual por São Paulo e tambm presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indstria da Construção Civil de São Paulo, Antonio de Sousa Ramalho (Ramalho da construção), o principal organizador do encontro, o mais importante o resgaste da histria e o debate. 
 
 
 pai
“ fundamental o resgaste da histria do trabalhador, quando eu comecei no ramo de construção se dobrava ferro na mão e com isso tnhamos muitos cortes, o caf da manhã s passou a ser servido nas obras na dcada de 90 depois de pesquisas que comprovavam que, a maior parte, dos acidentes, ocorriam entre 9 e 11 horas. Por isso, alm de conhecer a histria, os novos produtos, fundamental continuar o debate nas empresas”, orienta Ramalho. 
 
A equipe de jornalismo do Pr Trabalhador ouviu tambm dois profissionais integrantes do SESMT que participaram do encontro em busca de espelhos de ações afirmativas em segurança do trabalho para seus leitores e encontrou os seguintes relatos:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O engenheiro, Jorge Luis de Deus Pinto, da EVEN Construtora, relatou que o encontro serve de maturidade para os profissionais que compõem a SESMT da empresa, por isso, compareceram todos e relata com orgulho o trabalho de prevenção multiprofissional da EVEN. 
engenheiro
 
 
 
 
 
“Uma ação que me orgulho bastante o Projeto Toalha, nele cada trabalhador recebe uma toalha higienizada para seu banho aps as atividades e a entrega ao final para que uma empresa especializada neste tipo de esterilização a deixe novamente apta para o uso em outro dia de trabalho. Alm disso, de investimos em treinamentos constantes dentro das obras para a prevenção de acidentes”, conta Pinto. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A mdica especialista em medicina do trabalho, Dr Sâmia M. Bittar B. Arantes, possui 30 anos de medicina, 25 dedicados a sade do trabalhador. 
 dotora
“Eu tenho paixão pela prevenção mas ningum faz nada sozinho, por isso os encontros são fundamentais para a integração de um trabalho multidisciplinar que neste momento de crise se torna ainda mais necessria essa integração. Com toda essa discussão o trabalhador vai dormir sem saber se estar empregado no dia seguinte e no outro dia trabalha sem saber se ter emprego no final do dia, então s com um trabalho forte e multidisciplinar conseguimos tranquilizar os trabalhadores e evitar os riscos para a sade e segurança do trabalhador”, explica.  
 
Para conhecimento:
 
Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) uma equipe de profissionais, com a finalidade de promover a sade e proteger a integridade fsica dos servidores/trabalhadores. 
 
O SESMT estabelecido no artigo 162 da Consolidação das Leis do Trabalho e regulamentado pela Norma Regulamentadora - 4 do Ministrio do Trabalho e Emprego - MTE.O serviço,  dependendo da quantidade de empregados e da natureza as atividades, pode incluir os seguintes profissionais: mdico do trabalho, enfermeiro do trabalho, tcnico de enfermagem do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e tcnico de segurança do trabalho.
dever funcionar em consonância com a CIPA. 
 
A sigla CIPA significa “Comissão Interna de Prevenção de Acidentes”, dever do cipeiro relatar condições de risco no ambiente de trabalho, solicitando medidas para eliminar ou ao menos reduzir os riscos existentes, tanto na integridade fsica como para a sade do trabalhador. 
 
 
 
 
 
 
Outras informações:
 
www.sintraconsp.org.br
 
www.fenatest.org.br
 
www.sintesp.org.br