Home/ Editorias/ Sindical/ UGT implanta mtodo de "Educao transformadora"

UGT implanta mtodo de “Educação transformadora”

Paulo FTO8977

 
UGT e Instituto Paulo Freire capacitam sindicalistas em “Curso de Formadores Sindicais”. Baseado na pedagogia de Paulo Freire, os educadores sindicais, aprendem de forma terica e prtica a respeitar e valorizar as vivências dos trabalhadores e os saberes coletivos independentes da categoria. 
 

Publicado: 16/06/15
Texto: Regina Ramalho 
Fonte: Assessorias de comunicação UGT e Comercirios. 
Foto: Edi Sousa e Nalva Lima Studio Artes. 
 
A equipe de jornalismo do Pr Trabalhador foi conversar com o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) - Nacional, Ricardo Patah, para entender as mundanças do chamado: “Sindicalismo Contemporâneo” e compreender de que maneira a pedagogia freiriana, desenvolvida por Paulo Freire, um dos mais conceituados educadores no mundo, pode auxiliar nas transformações e implantação das propostas da Central por todo pas. 
Descrição de Imagem: Regina Ramalho entrevista o Presidente União Geral dos Trabalhadores (UGT) Ricardo Patah. Fim da descrição de imagem
Pr Trabalhador: Qual o papel do movimento sindical  contemporâneo?

Ricardo Patah: A UGT focada em temas sociais fundamentais para o trabalhador. Por exemplo: o nosso trabalho forte, junto aos moradores de rua, que normalmente são tratados como invisveis junto a sociedade. Alm disso, a UGT abraçou uma srie de categorias que eram consideradas subalternas por apresentarem maior vulnerabilidade, tais como, as dos trabalhadores terceirizados, varredores de rua, motoboys e os prprios vendedores dos comercirios, entre outros.  

Pr Trabalhador: Como feito este trabalho de valorização das categorias?
 
Ricardo Patah: UGT conta com dois institutos: O IPROS- Instituto de Promoção Social que realiza seminrios nacionais, que auxiliam na instrumentalização e capacitação no interior do pas, de pescadores e outros trabalhadores que enfrentam maior vulnerabilidade. Não levando soluções prontas, mas como diz o ditado popular “Ensinando a estes trabalhadores a pescar”. Fizemos tambm uma parceria com o Instituto Paulo Freire, porque Freire foi um dos primeiros educadores a trabalhar com os trabalhadores rurais por intermdio da compreensão do mundo das pessoas, para ter na sociedade uma valorização do ser humano, o que nos d condições de compreender melhor a sociedade e o que est acontecendo e de que maneira isso pode contribuir, por exemplo, para a diminuição ou melhora de situações como esta que estamos vivendo, de crise, desemprego e desvalorização do trabalho. 
 
Pr Trabalhador: A proposta fazer com que os sindicalistas da UGT sejam multiplicadores da tcnica da pedagogia freiriana?
Ricardo Patah: Sim! Nos j formamos três grupos e ainda vamos formar outros mais, e estes sindicalistas tem o papel de afinar a linguagem da UGT em nosso pas valorizando a riqueza da nossa diversidade, e o instituto vai ajudar aos formadores e formadoras a canalizarem a compreensão para ultrapassar tanto as questões adversas nacionais como as regionais,. esse processo tambm buscou apoio no mundo acadêmico, com a colaboração de instituições como a FGV, Unicamp e FAAP, para a construção do pensar filosfico na fundamentação das questões e vencer as barreiras da adversidade e avanços tecnolgicos; buscando alternativas para a valorização do trabalho decente. 
 
Descrição de imagem: Foto do diretor pedaggico e professor, Paulo Roberto Padilha, usa uma blusa polo cinza. Fim da descrição de imagemPara se aprofundar no assunto “Educação transformadora” o Pr Trabalhador tambm foi ao Instituto Paulo Freire e conversou com o diretor pedaggico e professor, Paulo Roberto Padilha. 

Pr Trabalhador: Professor;. como surgiu e foi recebido o convite da UGT para realização do “Curso de Formadores Sindicais”?

Paulo Padilha: Temos 25 anos de existência do Instituto Paulo Freire e o convite da UGT para capacitação de educadores sindicais foi muito bem vindo. Começamos com a primeira turma em novembro de 2014 e o curso foi realizado em três grandes mdulos tericos e prticos dentro da perspectiva freiriana. O instituto ajudou a fazer a seleção dos alunos e neste processo pesou a disponibilidade e compromisso na região de atuação do sindicalista. Os formadores e formadoras, representaram suas regiões compartilhando da riqueza e diversidade lingustica, cultural e artstica de diversos pontos do pas. 
 
Pr Trabalhador: Professor, explique para os leitores do Pr Trabalhador de que maneira a pedagogia proposta por Paulo Freire pode contribuir para mudanças?
 
Paulo Padilha: “Educação transformadora”, proposta por Freire e estudada e praticada durante o curso, valoriza os saberes de cada região e pessoa, facilitando o que chamamos de “Leitura do Mundo”. Os formadores perceberam a necessidade de consultar o grupo, conhecer as diversas realidades locais, a necessidade de dialogar com pessoas sobre; como utilizar e ampliar a formação sindical para busca das garantias de direitos, como o direito ao “Trabalho decente”,por exemplo. Principalmente como dialogar sobre questões que envolvem a riqueza da diversidade gênero, raça, cultura. O respeito as mulheres foi tratado por intermdio de pardias musicais. 
 
Pr Trabalhador: Freire pregava a paz, mas como ter paz sendo oprimido? 
 
Paulo Padilha: A paz passa por um processo de valorização do outro, por uma nova forma de relacionamento entre educador, estudante e sociedade. No curso os formadores  participantes exercitaram como falar em pblico, como planejar a educação de maneira respeitosa ,valorizando  a cultura popular e a diversidade. Tomaram consciência da necessidade de continuação da educação a distância, aprenderam como planejar, realizar e avaliar seminrios, fruns, congressos e outros eventos de natureza poltica pedaggica e foram sensibilizados para a importância da construção de um projeto poltico pedaggico na UGT. 
 
Descrição de imagem: Regina Ramalho entrevista educador sindical Wanderley Leite de Barros, veste uma blusa branca. Fim da descrição de imagemEntre os formandos, o educador sindical Wanderley Leite de Barros conversou com nossa equipe:
 
Pr Trabalhador: Como foi esta experiência com a pedagogia freiriana e de que maneira o senhor esta aplicando?

Wanderley Barros: O curso me ajudou muito em minhas atividades, embora j trabalhasse junto aos educadores, a andragogia, isso o ensino para adultos. Os conhecimentos de Freire que tanto defendeu e trabalhou a necessidade de formar adultos dentro dos crculos de cultura em cima da realidade do indivduo. 
 
Pr Trabalhador: De que maneira a pedagogia proposta por  Freire vai ajudar o movimento sindical? 
 
Wanderley Barros: Os conhecimentos da pedagogia proposta por Freire nos auxilia na leitura do mundo, que possibilita a criação de parâmetros e o desenvolvimento de planejamentos, que aplicados nas bases possam contribuir para a transformação social, por intermdio da educação humanitria. 
 
Aps o curso, os formadores e formadoras de diversos pontos do pas continuam a trocar experiências, via e-mail, redes sociais, grupos no Whats App e em outros encontros da Central. Como III CONGRESSO NACIONAL DA UGT que começou hoje  no Anhembi - São Paulo-SP e vai at a prxima quinta-feira contando com lideranças de todo o pas. 
 
Outras informações: 
 
http://www.ugt.org.br/
 
http://www.paulofreire.org/