Home/ Editorias/ Diversidade/ Sert certifica empresa que valorizam a diversidade humana

Sert certifica empresa que valorizam a diversidade humana

Descrição de imagem: Na foto h oito pessoas quatro mulheres e três homens, e todos estão segundo um certificardo referente a aos projetos de inclusão social que são feitos em suas empresas. Fim da descrição de imagem.‘Quando a ideia boa, o mundo deve copiar’, diz o ditado popular. Empresas apresentam projeto e ‘cases’ de sucesso, voltados para implantação de ações afirmativas que valorização a da diversidade humana nos ambientes de trabalho e recebem certificação do Selo Paulista da Diversidade.  
 
Publicado-17/12/14
Texto- Da Redação do Pr Trabalhador
Foto- Edi Sousa 
 
 
Criado em 2007, pelo Governo do Estado de São Paulo, o “Selo Paulista da Diversidade”, e dividido em duas categorias: Selo de Adesão e Selo Pleno. No Selo Pleno as empresas recebem certificação por terem implantado dentro de suas organizações, polticas afirmativas de respeito diversidade humana em questões tnico-raciais, gênero, idade e orientação sexual. As entidades certificadas nesta categoria podem exibir este ttulo por um perodo de dois anos consecutivos, para renovar necessrio passar uma nova avaliação das ações. 
 
Durante esta semana, sete empresas receberam o Selo de Adesão por estarem implantando em suas instituições, ações afirmativas de polticas de inclusão e respeito diversidade. Entre o grupo certificado para integrar esta primeira etapa do programa gerenciado pela Secretaria estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), estão as empresas Pfizer, KPMG, Sodexo, Dell, Central Nacional Unimed, Atento Brasil e Odebrecht todos com ações inclusivas. 
 
O destaque vai para as empresas KPMG e Sodexo. Entre as muitas ações de valorização do ser humano, optamos por fazer um recorte sobre o trabalho de atração, retenção e valorização das profissionais “mulheres”. 
 
Eliane Momesso, gerente da KPMG, conta com orgulho que 80% das mulheres que retornam de licença maternidade, continuam trabalhando na KPMG, mesmo vencido perodo de estabilidade.
 
 “Entre os atrativos para continuarmos na KPMG, estão os planos de carreiras para ocupar posições de liderança, e a possibilidade de participação no comitê internacional de mulheres (KNOW), que permite o networking e a integração de suas executivas em diversas ações de respeito aos princpios do empoderamento da mulher pelo mundo”, conta. Outro diferencial o suporte prestado s mulheres antes, durante e aps a gestação. “Na KPMG contamos com uma sala de amamentação”, revela. 
 
A gerente de projetos e recursos humanos, da Sodexo, Denise Reis, explica que a empresa busca oferecer qualidade de vida para seus funcionrios. “A Sodexo reconhecida como uma empresa onde as pessoas gostam de trabalhar, por isso, respeito a diversidade humana, para ns envolve questões de inclusão da pessoa com deficiência, gênero e etnias, como resultado disso temos 70% dos nossos cargos ocupados por mulheres”,afirma. 
 
O secretario estadual do Emprego e Relações do Trabalho, Tadeu Morais, ressalta que necessrio dar o primeiro passo. “Em todas as questões de inclusão, seja do egresso do sistema prisional, seja nas questões do trabalho decente ou do respeito diversidade humana, o importante querer e dar o primeiro passo, feito isso, os profissionais da Sert, como a Nalva Cruz e a Gleice Salgado estão  aqui para ajudar”, explica. 
 
“Alm disso, necessrio reconhecer e valorizar todas as iniciativas nesta direção, pois atravs de exemplos que vamos estimular a que outras instituições ao respeito a diversidade”, conclui. 
 
Outras informações: www.emprego.sp.gov.br