Home/ Editorias/ Mundo do Trabalho/ "Chamado ao"

“Chamado ação”

Jor 2Jornalistas - Somos 150mil no Brasil, 40 mil em São Paulo. Como est a força desta categoria? Existe representatividade? O Coletivo de Jornalistas Pr-Conselho convida não s a reflexão, mas tambm a ação. Leia entrevista exclusiva.  
 
Publicado- 26-03-15
Texto- Regina Ramalho
Foto- Edi Sousa Studio Artes
Fonte- Coletivo de Jornalistas Pr Conselho
 
 
A equipe de jornalismo do Pr Trabalhador entrevistou Fred Ghedini, um dos dez membros do colegiado Pr-Conselho, para entender como vai funcionar o “I Encontro de Jornalistas”, que acontece neste prximo sbado dia 28, de março, na sede da OAB São Paulo, na avenida, Maria Paula, nmero 35, Centro de São Paulo, a partir das 10 horas (confira a programação na ntegra mais abaixo). 
 
A entrevista com Fred começa com o levantamento dos nmeros. Somos 150 mil profissionais no Brasil, sendo 40 mil s no Estado de São Paulo. Se temos apenas 0,6% inscritos para o encontro, dos 150 mil jornalistas do Brasil. A pergunta que o Pr Trabalhador deixa para a reflexão de seus leitores : Estão todos satisfeitos com a situação em que atuamos hoje?
 
Pr Trabalhador- Qual a diferença entre sindicato para conselho de classe? 
 
Fred Ghedini- Sindicato ou associações de classe são entidades privadas, que defendem dos direitos e interesse coletivos ou individuais da categoria em questões administrativas e judiciais. 
Os conselhos atuam em defesa não s dos profissionais, mas tambm dos chamados direitos contraditrios ou coletivos. Como por exemplo, o direito da sociedade ser informada sobre questões de interesse pblico. Os conselhos não se resumem a questões corporativas ou da liberdade de expressão dos jornalistas, mas tambm ao direito constitucional de toda a população de ser e estar informada. Por isso, uma entidade prestadora de serviços pblicos, criada por lei federal, com poder de fiscalizar o exerccio da profissão, em defesa da sociedade, habilitar ou restringir legalmente profissionais para a atuação na profissão, fiscalizar e fazer respeitar o cdigo de tica profissional, entre outros aspectos que valorizam a profissão, assim como fazem os conselhos de enfermagem, arquitetura, advocacia, entre outros.    
 
 
 
Pr Trabalhador- Quais as principais bandeiras do Coletivo de Jornalistas Pr-conselho?
 
Fred Ghedini- A busca por unificação da categoria, para fortalecer a classe, os seus direitos e tambm no cumprimento de seus deveres enquanto comunicadores. Por intermdio, entre outras coisas, da aprovação e adesão do ‘Chamado Ação’. A luta para a aprovação da obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exerccio da atividade profissional preparada e dentro das boas prticas de apuração que determinam nosso cdigo de tica. 
 
Pr Trabalhador- Avançamos na aprovação da obrigatoriedade do diploma para o exerccio da profissão de jornalista?
 
Fred Ghedini- O senado brasileiro deu 44 aprovações para o retorno da obrigatoriedade do diploma, mas temos que buscar tambm o apoio de outros rgãos, como a Câmara de Deputados. Pois o diploma o que auxilia que o profissional, possua as qualidades e os conhecimentos necessrios, para as boas prticas do jornalismo. 
 
Pr Trabalhador- Explique para os leitores do Pr Trabalhador um exemplo, de prtica indevida, que ocorre?
 
Fred Ghedini- Com o crescimento dos chamados multiprofissionais, isso , o cara que filma, fotografa, escreve, etc. Alm da disputa por quem vai dar a notcia primeiro muito comum a matria ser publicada sem a devida apuração, trazendo consequência graves para a sociedade como um todo, que tem o seu direito a informação correta, sendo violado.
 
Pr Trabalhador- Como est sendo a adesão ao encontro do prximo sbado?
 
Fred Ghedini- A adesão conta com profissionais de todo o pas. Est sendo uma das formas de lançar o movimento na sociedade. J est na agenda ações por todo o pas e um novo encontro em São Paulo em 2016. Mas o nmero de participação ainda baixo. Foram 900 inscrições, para uma categoria que conta com 40 mil s no Estado de São Paulo. 
 
Pr Trabalhador- Ainda da tempo de participar do encontro deste sbado? Como fazer para participar? 
 
Fred Ghedini- Para o encontro do prximo sbado s acessar o link https://docs.google.com/forms/d/15kz_dIrr3OJSXmFXOM6Z2ANCAVBz8rKVwlapdFy0i-M/viewform?c=0&w=1 at 15h do dia 27 e fazer a inscrição. Mas o ‘Chamado Ação’ continua diariamente e pode ser acompanhado pelo Facebook jornalistasproconselho ou ainda pelo site “.jor” que est para ser lançado nos prximos dias. 
 
Programação- 
 
Encontro dos Jornalistas Pr-Conselho
28 de março de 2015
Recepção e credenciamento: 9h s 12h
Sessões: 10h (abertura)
                10h30 s 13h30 (trabalho em grupos)
                13h30 a 14h30 (almoço)
                14h30 s 17h30 (Plenria)
                 17h00 (Encerramento)
Local: Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (Rua Maria Paula, 35 - São Paulo, Centro – Auditrio do 3 andar) (*)
Temrio -
1     Diagnstico sobre o atual momento da profissão.
2     Formação profissional; Exigência de formação especfica (Graduação ou Especialização para outras formações?); Regulamentação da profissão de jornalista.
3     A organização do movimento Jornalistas Pr-Conselho:
3.1 - Calendrio de Ações 2015.
3.2 - Sobre a criação de Coletivos Locais de Jornalistas Pr-Conselho.
3.4 - Formato e critrios para a composição da Coordenação do Movimento Jornalistas Pr-Conselho Profissional.
3.5 - Elaboração do ‘Chamado Ação’.
Decisões finais:
4     Aprovação do ‘Chamado Ação’.
5     Eleição da Coordenação;
6     Decisão sobre a realização de novo Encontro dos Jornalistas Pr-Conselho em 2016 (o Encontro de 2015 passaria a ser o I Encontro e o de 2016 o II Encontro).
Dinâmica
1)    Abertura: Boas vindas do anfitrião; apresentação com uma explicaçãode quem somos, breve histrico e um esboço geral da nossa proposta; explicação da dinâmica;
 
avisos; encerramento da abertura e encaminhamento para os grupos.
2)    Formação de três grupos temticos com base no Temrio. Os participantes farão a opção por um dos grupos no momento da inscriçãoonline.
3)    No perodo da manhã cada grupo debater o seu tema, seguindo o modelo abaixo:
•         Breve apresentação do tema por um facilitador da organização 
(15 minutos)
•         Debate (100 minutos)
•         Intervalo (15 minutos)
•         Votação de propostas e escolha do relator. Serão levadas Plenria apenas as propostas que obtiverem pelo menos 70% dos votos dos integrantes do grupo.
4)    No perodo da tarde, os participantes realizarão a Sessão Plenria, na qual o relator de cada grupo apresentar as propostas aprovadas. A Plenria ter a seguinte dinâmica:
•         Apresentação das propostas dos grupos (20 minutos por grupo, totalizando 60 minutos).
•         Debate e votação das propostas (90 minutos). Serão aprovadas as propostas que obtiverem pelo menos 70% dos votos dos participantes do Encontro.
•         Aprovação de uma agenda de discussões do movimento para 2015. A proposta que os temas (ao menos 6) sejam debatidos pela internet, at  dezembro, permitindo que se avance no esclarecimento de questões fundamentais que desafiam a organização de todos os jornalistas e reafirmem o compromisso da profissão com os princpios ticos, o direito informação e o interesse pblico.
Ser feita a sistematização dos debates com o objetivo de criar um Caderno de Teses a ser utilizado em novos Encontros.
5)    Eleição da Coordenação dos Jornalistas Pr-Conselho Profissional;
6)    Aprovação do texto do ‘Chamado Ação’, a ser divulgado no dia 7 de abril de 2015, Dia do Jornalista;
7)    Encerramento do Encontro dos Jornalistas Pr-Conselho.
 (*) – S participarão os colegas que tenham feito sua inscrição prvia preenchendo a ficha de inscrição online pois o acesso ao prdio da OAB-SP neste dia s restrito aos que tiverem seus nomes constantes em lista envianda com antecedência.
Colegiado diretivo do Jornalistas Pr-Conselho:
Bia Bansen, Camilla Rigi, Costa Carregosa, Dal Marcondes, Eugênio Arajo, Fred Ghedini, Luciano Martins Costa, Franklin Valverde, Milton Bellintani e Wagner Belmonte.
Para mais informações:
E-mail: jornalistaproconselho@gmail.com
Celular: (11) 9 9649-6679